Encontro Gastrô homenageia os melhores de 2018; confira os ganhadores

Avalie este item
(0 votos)
24 Agosto, 2018

 

Ao som do saxofone de Leo Moura, 800 convidados foram recepcionados no Teatro do Minas Tênis Clube para a premiação da Encontro Gastrô – O Melhor de BH 2018. O evento, que ocorreu na noite desta segunda-feira, é uma realização da Revista Encontro, Diários Associados e jornal Estado de Minas. “É um prêmio que nos indica

Além de indicar os melhores endereços e profissionais da capital, a mais influente publicação de gastronomia de Minas Gerais tem como principal função fomentar uma das áreas que mais representam a cultura do nosso estado. O setor de alimentação fora do lar gera mais de 800 mil empregos diretos e movimenta cerca de R$ 28 bilhões por ano em Minas. Só na capital, são 22.524 empresas atuando no segmento, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). “É muito estimulante para todos nós, que nos dedicamos o ano inteiro, todos os dias, dentro dos nossos estabelecimentos”, afirma Pablo Teixeira, do Cabernet Butiquim. Pela primeira vez, sua casa, que serve bons vinhos sem complicações e muita descontração, foi eleita o Melhor Bar/Botequim da cidade. Outro novato, o chef Mateus Gontijo, consagrou seu L’Amour Bistrot Cabaret, no Vila da Serra, como Restaurante Revelação. “Que ansiedade é essa? Meu Deus!”, repetia sempre que encontrava um amigo.
 
Se há gente nova no mercado, destaque também àqueles que atravessam décadas no topo. É o caso de Taste-Vin, que acaba de completar 30 anos de história, e levou três categorias: Melhor Restaurante de BH, Melhor Carta de Vinhos e Melhor Francês. Para o chef Rodrigo Fonseca, a perfeição mora nos detalhes. Sua casa está sempre impecável para receber os clientes, das flores frescas que perfumam o ambiente ao menu, marcado por receitas francesas como o Pintade Rôtie avec Sa Sauce, galinha-d’angola grelhada em seu próprio molho e batata dauphinoise, que aparece na capa da edição.
 
Com apresentação da professora-celebridade Cíntia Chagas e do ilusionista Luiz Fosc, a premiação contou com 39 categorias, divididas em Lanches e Guloseimas, Diversão, Restaurantes e Profissionais. Subiram ao palco também o chef Ivo Faria (que viu seu Vecchio Sogno ser eleito o Melhor Italiano) e o sommelier Denis Marconi, do Taste-Vin. Os dois ganharam cinco vezes consecutivas e, por isso, entraram para a categoria Hors concours. “É importante dar chance a outros colegas que também estão aí batalhando”, afirma Denis.

se estamos no caminho certo, mesmo com tanta gente nova no mercado”, diz Fernanda Bicalho, do alemão Haus München, que levou o troféu por duas categorias: Melhor Carta de Cervejas e Melhor Cozinha do Mundo. “E imagina a nossa honra ter a melhor carta de cervejas em um polo cervejeiro como Belo Horizonte?”, comemora. E se o assunto é cerveja, neste ano a própria Gastrô ganhou um rótulo para chamar de seu. O Albanos criou uma pale ale exclusiva com o nome da publicação, que foi servida durante a festa. 

CONSAGRAÇÃO


O grande momento da noite foi a consagração do chef Leonardo Paixão, que conquistou – de novo – o título de Melhor Chef de BH. Assim, a partir de agora ele entra para o time dos melhores, junto com Denis e Ivo. “Às vezes, eu fico até assustado, me olho no espelho e me pergunto quem é esse cara que ganha tantos prêmios, tanto reconhecimento. Sou apenas um menino que gosta de picar uma cebola e jogar na panela”, afirma Leo, que vive um momento especial: além de continuar à frente do Glouton, que disputou ponto a ponto com o Taste-Vin como Melhor Restaurante da cidade e assegurou o título de Melhor Cozinha Contemporânea, acaba de abrir o Nicolau Bar da Esquina, no Horto.
 
A casa é a realização de um antigo sonho do chef, de democratizar sua gastronomia, tornando-a cada vez mais acessível. “Desde sempre banquei a gastronomia mineira. A minha cozinha é capaz de gerar emoção porque, mesmo com um acabamento sofisticado, o cliente vai se lembrar da comida da mãe, da avó”, explica. E em breve, mais gente terá a chance de experimentar o tempero do chef. Ele deve abrir uma “portinha” no Mercado Central ainda neste ano. Lá, entre outras receitas, estará à venda o seu famoso hot dog feito com salsicha artesanal. “Meus amigos adoram”. O público certamente também vai gostar. Porque tudo o que nosso novo hors concours faz tem a cara das Gerais, o sabor da roça, dos quintais. E paixão é o que faz da gastronomia mineira única. Uma cozinha rica em sabores, histórias e sentimentos.
 
Os premiados por Encontro Gastrô – O Melhor de BH 2018
 

LANCHES E GULOSEIMAS

 
Bufê de festa – Rullus Buffet
 
Cafeteria – Noete Café Clube
 
Chocolateria – Fany Bombons
 
Confeitaria e Salgados – Boca do Forno
 
Hambúrguer – Madero
 
Padaria – Boníssima
 
Pão de queijo – Verdemar
 
Gelateria/Sorveteria – Lulo Gelatto
 
Novidade do ano/Lanches e guloseimas – Doce Docê
 


DIVERSÃO

 
Festival Botecar 2018 – Bazin Bar
 
Bar/Botequim – Cabernet Butiquim
 
Carta de cervejas – Haus München
 
Carta de drinques – MeetMe At The Yard
 
Choperia – Templo Cervejeiro Backer
 
Balada – Hangar 677
 
Novidade do ano/Diversão – Mercado da Boca
 
 

RESTAURANTES

 
Bufê self-service – Projeto Sabor
 
Churrascaria – Fogo de Chão
 
Cozinha light/Salada – Santafé
 
Peixes/Frutos do mar – Alguidares
 
Pizzaria – Olegário Pizza e Forneria
 
Restaurante tradicional – Casa dos Contos
 
Cantina/Trattoria – Anella Ristorante
 
Cozinha do mundo – Haus München
 
Cozinha mineira – Dona Lucinha
 
Português – Restaurante do Porto
 
Japonês – Udon
 
Bistrô – D’Artagnan
Carne/Parrilla – La Macelleria
 
Cozinha contemporânea – Glouton
 
Cozinha variada – Mercado Grano
 
Italiano – Vecchio Sogno
 
Francês – Taste-Vin
 
Carta de vinhos – Taste-Vin
 
Restaurante revelação – L'Amour Bistrot Cabaret
 
Melhor restaurante de BH – Taste-Vin
 
 

PROFISSONAIS

 
Maître – Denise Rache
 
Sommelier – Thiago Fernandes
 
Chef revelação – Saulo Fernandes
 
Chef – Leonardo Paixão
 
Chef hors concours – Ivo Faria
 
Sommelier hors concours – Denis Marconi

*Vinculada à Revista Encontro
 
 
Fonte; https://www.em.com.br/